China pode cortar importações de soja Americana em até 20% na disputa comercial com os EUA.

Hoje dia 6 de julho de 2018 pode ficar marcado por uma mudança severa e profunda – mesmo que não seja definitiva – no comércio mundial de soja. É nessa data, afinal, que podem entrar em vigos as tarifações da China sobre produtos importados dos EUA, incluindo a oleaginosa em 25%.

Não há outro ponto de atenção ou fundamento que faça o Mercado reagir. A Guerra Comercial entre Estados Unidos e China se tornou o componente de peso absoluto na equação de formação dos preços, desde o seu início.

Esta quinta-feira não foi diferente. A especulação espera, e aposta, na real efetivação do plano tarifário de Trump, programado para ser implementado a primeira etapa desta sexta, dia 6, além da imediata retaliação chinesa sobre produtos agrícolas estadunidenses.

Qualquer resultado diferente deste cenário será uma surpresa para o Mercado, que reagirá de imediato a qualquer novo fator nesta retórica comercial.

Na safra dos Estados Unidos, o desenvolvimento segue favorável, no entanto com a chegada de um padrão negativo à saúde vegetal da soja e do milho no Cinturão Agrícola.

Fonte Notícias Agricolas

Recomendados para você